Império do café

A grande lavoura no Brasil 1850 a 1890

Livros > Brasil Império  |  158 visualizações

Capa do livro Império do café, de Ana Luiza Martins
Autor: Ana Luiza Martins
Páginas: 98
Editora: Atual
Ano da edição: 1991
Idioma: Português
Skoob: Acessar

Sinopse:

A proposta da coleção História do Brasil em Documentos parte da reprodução comentada de documentos de época - textos oficiais, cartas, letras de música, artigos de jornal e fotos, entre outros - para expor temas relevantes da vida brasileira com a máxima fidelidade. Neste volume:
- A introdução da cultura cafeeira no Brasil e suas conseqüências;
- A passagem do trabalho escravo para o trabalho livre;
- A queda da Monarquia;
- As ferrovias e o desenvolvimento das cidades e das regiões cafeeiras;
- Documentos de fazendeiros, colonos e cronistas estrangeiros.


Minhas anotações de leitura

leia no Google Docs

Fotos dessa edição do livro

Veja no Google Fotos

Análise do livro

MARTINS, Ana Luiza. Império do Café: A grande lavoura no Brasil 1850 a 1890. São Paulo: Atual, 1990.

Ultimamente fiquei com uma vontade de estudar a história do Brasil novamente, em especial o período imperial. Nesse tempo acabei me dedicando aos meus dois temas favoritos do período: o café e a guerra do Paraguai. Esse livro, da série História em Documentos, trata do primeiro tema, e mostra a importância que o café teve para a história do Brasil, não só no seu crescimento econômico e urbano, mas também na atração de imigrantes e na questão do trabalho, onde se percebeu com mais força a mudança do regime escravocrata para o trabalho livre.

A primeira parte do livro (até a página 20) faz um resumo da história do café no Brasil. Desde a sua introdução no início do século 18, a sua expansão para o Rio de Janeiro, o Vale do Paraíba Fluminense e Paulista e o avanço para o oeste paulista. Também fala dos imigrantes, das leis relativas a escravidão, da urbanização, das ferrovias, etc. É um resumo bem geral e interessante para os iniciantes.

A segunda parte do livro, que é a mais importante, é toda dedicada a apresentação de fontes primárias sobre o período. A série História em Documentos tem essa como a sua principal característica. A autora apresenta trechos de documentos, cartas, livros, poemas, trechos da literatura, etc.

O livro é muito interessante, eu mesmo não conhecia muitas das fontes primárias que foram citadas pela autora, e gostei muito de saber da existência de obras como as listadas abaixo, escritas por colonos europeus no Brasil, relatando as suas experiências e a sua visão do Brasil no século 19:


A obra também conta com muitos gráficos, tabelas e mapas muito informativos que ajudam a entender melhor o desenvolvimento da questão urbana e trabalhista, o avanço da colonização do interior e a construção de ferrovias no sudeste do Brasil. Uma obra muito boa e super-recomendada para os iniciantes.

Para mais detalhes sobre a obra, confira as minhas anotações de leitura, tem muita coisa interessante lá.

Ana Luiza Martins também é autora do livro História do Café, sobre a história do café no Brasil desde o período colonial até o período republicano.

Resenha publicada em 09/06/2020.

Ana Luiza Martins

Ana Luiza Martins Camargo de Oliveira formou-se em História pela USP (1970), fez especialização em Lisboa e pós-graduou-se em História Econômica e Social pela USP, onde também fez o mestrado. Foi pesquisadora do CNPq e da Fapesp. Atuou como professora de História e como historiadora do Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo).

Historiador(a)

Foto do membro da equipe: Moacir Führ

Escrita por

Moacir Führ

Moacir tem 33 anos e nasceu em Porto Alegre/RS. É graduado em História pela ULBRA (2008-12) e é o criador e mantenedor do site Apaixonados por História desde 2018.

Mais livros sobre Café no Brasil

Eduardo Silva

Barões e Escravidão

Antônio Carlos Robert Moraes

A Fazenda de Café

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet. Não seja um troll.