Cratera de terracotta do período Arcaico

Objetos > Grécia Antiga  |  22 visualizações

Marcadores de túmulos monumentais como esse foram introduzidos pela primeira vez durante o período artístico conhecido como Período Geométrico (cerca de 900 a 750 a.C.). Eram vasos grandes, muitas vezes decorados com representações funerárias. Foi apenas no período Arcaico (cerca de 800 a 500 a.C.) que esculturas de pedra passaram a ser utilizadas como monumentos funerários.

Neste magnífico krater (cratera), a cena principal ocupa a parte mais larga do vaso e mostra o falecido deitado sobre um esquife cercado por membros de sua família e, de cada lado, pessoas enlutadas. Para maior clareza, o homem morto é mostrado de lado, e a mortalha xadrez que normalmente cobriria o corpo foi levantada e regularizada em um longo retângulo com duas projeções.

A zona abaixo mostra uma procissão de bigas e soldados a pé. Os desenhos podem referir-se às façanhas militares do falecido. Como os escudos de ampulheta e carruagens desempenhavam um papel mais limitado nesta época do que na Idade do Bronze anterior, a cena mais provavelmente evoca a ancestralidade gloriosa e as tradições às quais o morto pertencia.

O canal SmartHistory fez um vídeo sobre esse vaso que pode ser conferido (apenas em inglês) nesse link.

Texto original do MET.

Local: Ática, Grécia
Período/Data: Período Arcaico 750–735 a.C.
Tamanho: 108,3 x 72,4 cm (Altura x Diâmetro)
Museu: Museu Metropolitano (MET), Nova York
Cadastro no site: 08/09/2020
Ver item no museu


Mais itens sobre Cerâmica grega

Ânfora de cerâmica com figuras pretas: Aquiles e Pentesileia

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet. Não seja um troll.