Livros

Informações detalhadas sobre livros de História, além de fotos e resenhas dos livros. Não vendemos livros!

A Revolução Industrial

Livros > Contemporânea  |  65 visualizações

Salvar nos favoritos
Capa do livro A Revolução Industrial, de Phyllis Deane
Autor: Phyllis Deane
Título original: The First Industrial Revolution
Páginas: 319
Editora: Zahar
Primeira publicação: 1965
Ano da edição: 1969
Idioma: Português
Skoob: Acessar

Sinopse:

Um processo contínuo de crescimento econômico pelo qual cada geração pode, de modo confiante, esperar usufruir níveis mais altos de produção e consumo que os da geração precedente, está ao alcance apenas das nações que se industrializaram. A disparidade gritante entre os padrões de vida dos habitantes dos países avançados ou desenvolvidos dos meados do século XX e os padrões predominantes nos países atrasados ou subdesenvolvidos de nossos dias, se deve essencialmente ao fato de que os primeiros se industrializaram e estes não.

A Revolução Industrial - fundamentalmente na sua dimensão especificamente britânica - é o ponto de referência histórico para assinalar o desenvolvimento econômico como um fluxo ininterrupto, ocorrido dentro do grande painel mundial dos nossos tempos. Essa visão da Inglaterra no período 1750-1850 é apresentada de forma clara e segura pela autora desse livro, de cuja lição podem os países em via de desenvolvimento tirar grande proveito: em Economia, a experiência nacional é um dado, não de imitação servil - o que seria pelo menos inócuo, devido às diferentes condições históricas - mas de sugestões e aproximações válidas para os problemas de uma nação ou de uma comunidade, levando-se em conta, obviamente, a especificidade que apresentam tais problemas.

Qual a relevância, assim, da experiência inglesa daquele período para os países que buscam acelerar seu próprio desenvolvimento econômico? Que devem fazer tais países para realizar, por assim dizer, a sua própria revolução industrial? Como devem atualizar-se, para ficarem à altura dos tempos modernos? Em tal âmbito é que o presente livro assume uma dimensão de extraordinária riqueza de estímulos: afinal, foi a Revolução Industrial inglesa que possibilitou a certeza de uma "sociedade afluente", isto é, uma sociedade em fase de libertação de carências econômicas, em ritmo cada vez mais acelerado.


Fotos dessa edição do livro

Veja no Google Fotos

Análise do livro

Esse livro ainda não foi resenhado pelo site.

Phyllis Deane

Phyllis Mary Deane (1918-2012) foi uma historiadora econômica britânica e uma historiadora do pensamento econômico. Ela atuou como professora de História Econômica na Universidade de Cambridge de 1981 a 1983.

Historiador(a)

Mais livros sobre Revolução Industrial

Francisco Iglésias

Revolução Industrial

Roberto Antonio Iannone

A Revolução Industrial

Letícia Bicalho Canêdo

A Revolução Industrial

Anna Sproule

James Watt

Fechar

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet.
Não seja um troll.

Item salvo nos seus favoritos

Nova atualização do site

Pega Title Pega URL