Ficção-histórica

Um guia de autores e livros de ficção-histórica já lançados no Brasil. Todos os livros estão cadastrados por períodos e temáticas, para facilitar a vida dos que buscam um livro sobre algum evento específico da História. Não vendemos livros!

Você fez sua assinatura APOIADOR mas ainda não confirmou a realização do pagamento. Já fez o pagamento? Se ainda não fez o pagamento clique aqui.

Obrigado por avisar!

Henry Sienkiewicz

Informações e livros desse escritor de ficção-histórica  |   227 visualizações

Salvar nos favoritos
Henry Sienkiewicz

Henryk Sienkiewicz nasceu na Polônia em 1846. Nobel em 1905, esse escritor nasceu em Wola Okrzeska, na parte da Polônia então no Império Russo, numa família de tradição revolucionária pró-independência do país. Estudou em Varsóvia, onde se destacou como autor de sátiras sociais. Em 1876, aos 30 anos, viajou pelos Estados Unidos, até a Califórnia e se consagrou com um livro sobre essa viagem e o conto "O faroleiro", de 1882. Nos anos seguintes, publicou uma trilogia de romances históricos sobre o século XVII na Polônia.

Publicada inicialmente como Romance em folhetim, a partir de 1883, a Trilogia de Henryk Sienkiewicz tornou-se logo uma obra canonizada pelo público leitor, apesar de ser fustigada pela crítica da época positivista por não servir suficientemente ao pensamento e ao progresso, alimentando os poloneses com ilusões. Os romances que compõem a Trilogia narram as aventuras e peripécias de notáveis cavaleiros ao longo das guerras que a Polônia tratava no século XVII: a guerra com os cossacos da Ucrânia, que sob o comando de Chmielnicki se revoltaram contra a Polônia (A ferro e fogo, 1884); a guerra contra a invasão sueca (O dilúvio, 1886); e a guerra com a Turquia, (O pequeno cavaleiro, 1887-1888). Contando a história das guerras vitoriosas, as façanhas extraordinárias de heróis, Sienkiewicz não só confortava e anestesiava os corações atormentados, mas também reforçava a identidade nacional no país subjugado pelas potências vizinhas. Nem sempre foi fiel aos fatos históricos, mas a sua visão da época, com seus costumes, mentalidade, linguagem e topográfia, correspondentes às fontes.

Em seguida publicou um estudo psicológico sobre o decadentismo cético e niilista, mais um painel sobre a vida camponesa. Sua obra maior, no entanto, surgiu em 1895, "Quo Vadis", um romance sobre os cristãos perseguidos pelo imperador Nero de Roma. Depois, ainda publicou romances sobre a resistência polonesa, na Idade Média, aos Cavaleiros Teutônicos e um aditamento à trilogia sobre o século 17. Uma subscrição popular possibilitou, em 1900, sua compra do castelo de seus antepassados. Suas obras completas abrangem 60 volumes. O autor morreu na Suiça em 1916 aos 70 anos de idade.

Fonte: Submarino

Obras do autor publicadas no Brasil

Capa do livro: Quo Vadis

Quo Vadis

552 pag  |  Itatiaia

Período: Roma Antiga

Temáticas: Nero, Cristianismo na Roma Antiga

Procurar na Estante Virtual Ver no Skoob
Fechar

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet.
Não seja um troll.

Item salvo nos seus favoritos

Nova atualização do site

Pega Title Pega URL