Fontes primárias

Fontes primárias de diversos períodos históricos. Sempre que encontrarmos alguma fonte iremos disponibilizá-la aqui, para que todos os interessados por História possam ter o acesso facilitado a esses documentos (essa seção se focará mais nas fontes escritas).

Acordos da Conferência de Cairo (1943)

Fontes primárias > Contemporânea  |  497 visualizações  |  296 palavras  |  0,6 páginas

Salvar nos favoritos

A Conferência do Cairo (codinome Sextante) que ocorreu entre 22 e 26 de novembro de 1943, foi realizada no Cairo, Egito, e visava definir à posição dos Aliados contra o Japão durante a Segunda Guerra Mundial, além de decidir o futuro da Ásia no pós-guerra. A reunião se deu entre EUA, Reino Unido e China. A URSS não compareceu pois havia assinado em 1941 um tratado de neutralidade com o Japão (Pacto nipônico-soviético).

Imagem de capa: O general chinês Chiang Kai-shek ao lado do presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt e do primeiro-ministro britânico Winston Churchill na conferência em 25 de novembro de 1943.

Essa fonte foi traduzida pelo site Apaixonados por História.

Publicado em 1 de dezembro de 1943

As várias missões militares concordaram com futuras operações militares contra o Japão. Os Três Grandes Aliados expressaram sua resolução de exercer pressão implacável contra seus inimigos brutais por mar, terra e ar. Essa pressão já está aumentando.

Os Três Grandes Aliados estão lutando nesta guerra para conter e punir a agressão do Japão. Eles não ambicionam ganhos para si próprios e não pensam na expansão territorial.

É seu propósito que o Japão seja despojado de todas as ilhas do Pacífico que ele apreendeu ou ocupou desde o início da Primeira Guerra Mundial em 1914, e que todos os territórios que o Japão roubou dos chineses, como Manchúria, Formosa, e as Ilhas Pescadores, sejam devolvidos à República da China.

O Japão também será expulso de todos os outros territórios que tomou por violência e ganância. Os supracitados três grandes poderes, conscientes da escravidão do povo da Coréia, estão determinados que no devido tempo a Coréia se tornará livre e independente.

Com esses objetivos em vista, os três Aliados, em harmonia com os das Nações Unidas em guerra com o Japão, continuarão a perseverar nas sérias e prolongadas operações necessárias para obter a rendição incondicional do Japão.

Mais fontes de Segunda Guerra Mundial

Rendição japonesa em 2 de setembro de 1945

Fechar

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet.
Não seja um troll.

Item salvo nos seus favoritos

Nova atualização do site

Pega Title Pega URL