Busque no site
Ver mais opções
Conteúdos dos capítulos do livro

Livros   >    Brasil República

Rui Barbosa e a queima dos arquivos

429 visualizações    |    0 comentário(s)

Capa do livro Rui Barbosa e a queima dos arquivos, de Eduardo Silva, Américo Lacombe, Francisco de Assis Barbosa
Informações técnicas

Autor: Eduardo Silva, Américo Lacombe, Francisco de Assis Barbosa
Páginas: 144
Editora: Fundação Casa de Rui Barbosa
Ano da edição: 1988
Idioma: Português

Sinopse

Em 14 de dezembro de 1890, Rui Barbosa, então ministro da Fazenda, mandou queimar os livros de matrícula de escravos existentes nos cartórios das comarcas e registros de posse e movimentação patrimonial envolvendo todos os escravos, o que foi feito ao longo de sua gestão e de seu sucessor. A razão alegada para o gesto teria sido apagar "a mancha" da escravidão do passado nacional.

Todavia, alguns especialistas afirmam que Rui Barbosa quis, com a medida, inviabilizar o cálculo de eventuais indenizações que vinham sendo pleiteadas pelos antigos proprietários de escravos. Apenas 11 dias depois da Abolição da Escravatura, um projeto de lei foi encaminhado à Câmara, propondo ressarcir os senhores dos prejuízos gerados pela abolição.

Esse livro trata da queima desses arquivos.

Historiador
Eduardo Silva

Eduardo Silva nasceu no Rio de Janeiro em 1948. Doutorou-se em História na University College London, na Inglaterra. Ex-chefe do Setor de História da Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, é autor de "Barões e escravidão" (1984), "As queixas do povo" (1988) e, pela Companhia das Letras, "Negociação e conflito - a resistência negra no Brasil escravista (1989), em parceria com João José Reis, e "Dom Obá II D'África, O Príncipe do Povo - Vida, tempo e pensamento de um homem livre de cor (1997) e "As camélias do Leblon e a abolição da escravatura - uma investigação de historia cultural".

Historiador
Francisco de Assis Barbosa

Francisco de Assis Barbosa (1914-1991) foi um biógrafo, ensaísta, historiador e jornalista brasileiro, imortal da Academia Brasileira de Letras, eleito em 1970. Em 1977 passou a integrar o corpo de diretores da Fundação Casa de Rui Barbosa, chefiando o Centro de Estudos Históricos. Autor de uma obra em que se evidencia o rigor da pesquisa e da interpretação, escreveu A vida de Lima Barreto, biografia completa do grande escritor urbano, além de ter compilado e anotado a edição das Obras completas de Lima Barreto.

Historiador
Américo Jacobina Lacombe

Américo Lourenço Jacobina Lacombe (1909-1993) foi um advogado, professor e historiador brasileiro. Eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 1974. Exerceu o cargo de secretário do Conselho Nacional de Educação (1933-1939) e diretor da Casa de Rui Barbosa (1939-1967), transformando-se em Fundação Casa de Rui Barbosa. Suas principais realizações na Casa de Rui Barbosa foram a publicação das Obras Completas de Rui Barbosa em 150 volumes e a criação do Centro de Pesquisas.

Análise do livro

Esse livro ainda não foi resenhado.

Outros livros sobre Escravidão no Brasil
Comentários sobre o livro

Cadastre-se ou faça login para comentar

Cadastre-se

Ainda não há comentários nessa página.
Seja o primeiro a comentar.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.