Livros

Informações detalhadas sobre livros de História, além de fotos e resenhas dos livros. Não vendemos livros!

História Ilustrada da Grécia Antiga

Livros > Grécia Antiga  |  1,6 mil visualizações

Capa do livro História Ilustrada da Grécia Antiga, de Paul Cartledge (organizador)
Autor: Paul Cartledge (organizador)
Título original: The Cambridge Illustrated History of Ancient Greece
Coleção: História Ilustrada
Páginas: 539
Editora: Ediouro
Ano da edição: 2002
Idioma: Português

Sinopse:

Ricamente ilustrado e escrito por nove especialistas da Grã-Bretanha e da América do Norte, História Ilustrada da Grécia Antiga oferece novas interpretações da cultura grega clássica, devotando a mesma atenção aos aspectos sociais, econômicos e intelectuais que à política e à guerra.


Análise do livro

CARTLEDGE, Paul (org.) História Ilustrada da Grécia Antiga. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.

Essa é mais uma das diversas obras que foram lançadas no Brasil em uma coleção intitulada "História Ilustrada" pela Ediouro. O livro foi organizado pelo historiador Paul Cartledge, e cada capítulo foi escrito por um especialista na História da Grécia Antiga.

Abaixo você confere as fotos dos autores do livro. Eu não encontrei fotos dos historiadores Nick Fisher e Marilyn A. Kataz.

Os autores da obra, da esquerda para a direita. Em cima: Paul Cartledge (org.), Susan E. Alcock, Edith Hall, Catherine Morgan. Embaixo: Karim Arafat, Lesley Dean-Jones, Richard Buxton.

A obra na verdade é bem curta. Não se deixe enganar pelas 539 páginas; as fontes, o espaçamento entre linhas e as margens, além das fotos, reduzem o espaço dedicado ao texto. Sem essas características, a obra provavelmente não teria mais do que 300 páginas. Mas, ao mesmo tempo, essa diagramação contribui para fornecer uma excelente experiência de leitura.

O livro é estranho porque não parece nem voltado para o público iniciante, nem para o intermediário. Alguém que estiver começando a estudar Grécia Antiga vai ter algumas dificuldades ao ler essa obra. Os autores escrevem como se o seu público fosse de estudantes da área, assumindo que o leitor já sabe muita coisa.

Por outro lado, o público intermediário não vai encontrar muitas novidades. A obra acaba se dedicando a uma quantidade de temas tão grande que o resultado é um texto raso, sem profundidade. Alguns exemplos? No capítulo sobre a Filosofia, duas páginas e meia são dedicadas à Sócrates. No capítulo sobre Guerra, o livro dedica duas páginas as Guerras Persas, e a Guerra do Peloponeso recebe três páginas. São descrições muito concisas. Além disso, como o livro foi escrito por vários autores, cada um sendo responsável por um capítulo, há muitas partes com informações repetidas.

Mesmo com todos esses problemas, a obra é interessante. Alguns pontos fundamentais são levantados ao longo do texto, e a divisão por capítulos e subtítulos torna a leitura tranquila e até prazerosa em alguns momentos.

Não gostei muito dos textos escritos por Paul Cartledge. O organizador da obra assina 7 dos 15 textos. Embora sua erudição seja indiscutível, o autor tem uma escrita confusa e pouco organizada. Se perde em devaneios e não parece ter muito claro o argumento que quer defender no texto.

Capítulos, subtítulos e quadros

Para que você tenha uma visão mais completa da obra, tomei a decisão de fornecer um índice completo. No link abaixo você encontra o PDF com todos os títulos e subtítulos dessa versão e suas respectivas páginas. Baixar Índice Completo em PDF.

AEC ao invés de a.C.

Ao longo da obra os autores informam as datas usando o sistema AEC (Antes da Era Comum) e EC (Depois da Era Comum). O livro explica que, como os gregos eram politeístas e não cristãos, "uma notação cristão parece excepcionalmente inadequada".

Na minha opinião uma grande bobagem que só serve para atrapalhar a leitura. As datas permanecem as mesmas, mas ao final dela, ocasionalmente, aparecem essas siglas estranhas (AEC ou EC). Uma grande bobagem.

Ilustrações

O livro se intitula "História Ilustrada", então seria de esperar que a obra fizesse um uso apropriado das imagens. Com fotos bem identificadas, e que tivessem um significado especial para o texto que ilustram, contribuindo para uma maior entendimento dos conceitos e ideias levantadas pelos autores.

Infelizmente, na maior parte dos casos, isso não acontece. As imagens servem apenas ao propósito de enfeitar o livro. Estão, comumente, mal identificadas e, algumas vezes, completamente desconectadas do texto.

Há um exemplo claro dessa situação. Na página 53, um dos autores cita a ilha de Ceos. Logo abaixo, há um mapa do mundo grego. E a ilha de Ceos não está identificada, ao invés, a ilha está marcada como Kéa (um outro nome dado para a mesma ilha). Esse exemplo deixa claro como não houve uma preocupação em conectar os textos as ilustrações.

Resenha publicada em 05/03/2019.

Foto do membro da equipe: Moacir Führ

Escrita por

Moacir Führ

Moacir tem 34 anos e nasceu em Porto Alegre/RS. É graduado em História pela ULBRA (2008-12) e é o criador e mantenedor do site Apaixonados por História desde 2018.

Paul Anthony Cartledge

Paul Anthony Cartledge é um historiador e acadêmico britânico nascido em 1947. Ele foi professor de Cultura Grega e História da Grécia na Universidade de Cambridge, e é autor de mais de 10 livros sobre esse período.

Historiador(a)

Mais livros sobre Mitologia e religião grega

Gustav Schwab

As mais belas histórias da Antiguidade Clássica 3

Jean-Pierre Vernant

Mito e religião na Grécia antiga

Mário da Gama Kury

Dicionário de Mitologia Grega e Romana

Robert Graves

Os Mitos Gregos (2 volumes)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Aceitar

Responda nossa pesquisa de opinião para que possamos entender melhor nosso público e oferecer melhores conteúdos:

Responder agora Já respondi