Livros

Informações detalhadas sobre livros de História, além de fotos e resenhas dos livros. Não vendemos livros!

A Riqueza nos Trilhos

História das Ferrovias no Brasil

Livros > Brasil Império  |  370 visualizações

Capa do livro A Riqueza nos Trilhos, de Vera Toledo, Maria Odette Brancatelli, Helena Lopes
Autor: Vera Toledo, Maria Odette Brancatelli, Helena Lopes
Coleção: Desafios
Páginas: 96
Editora: Moderna
Primeira publicação: 1998
Ano da edição: 1998
Idioma: Português

Sinopse:

Da maria-fumaça ao trem-bala, do bonde ao metrô, homens e mercadorias encontram nos trilhos economia de tempo, segurança e integração com o meio ambiente.

O trem desbravou o território nacional, fez surgir cidades, introduziu novos costumes e vinculou mais rapidamente o Brasil ao mercado internacional. Gerou, também, outro tipo de relação e uma nova consciência profissional: a de ser ferroviário.

Embarque nessa viagem pela história das ferrovias nas várias regiões do país, onde refletiremos sobre a atualidade desse importante meio de transporte.


Análise do livro

TOLEDO, Vera de; BRANCATELLI, Maria Odette; LOPES, Helena. A Riqueza nos Trilhos. Moderna: São Paulo, 1998.

A Riqueza nos Trilhos é uma obra escrita por três historiadoras de São Paulo que apresenta um panorama geral sobre a História dos trens e ferrovias no Brasil. Os trens surgiram na Inglaterra em 1825 e foram projetados por George Stephenson, considerado o pai das locomotivas a vapor. No Brasil as estradas de ferro só começaram a ser construídas após um decreto do imperador em 1852, e a primeira estrada de ferro funcional foi inaugurada em 1854. Esse novo sistema de transporte revolucionou o transporte de cargas, de passageiros, interligou cidades, gerou novas aglomerações urbanas e, especialmente no Brasil, teve um papel essencial na interiorazação do país.

Abaixo você confere os detalhes de cada um dos capítulos do livro e ao final eu apresento meus comentários sobre a obra:

Conteúdo da obra

1. Da trilha ao trilho: História do surgimento dos trens e o transporte antes deles.

2. Radiografia de um trem: O trem.

3. É hora de embarcar: Sobre o funcionamento dos trens.

4. Engenheiros e trabalhadores: a construção: Sobre a construção das ferrovias.

5. Patrões e ferroviários: Os trabalhadores dos trens.

6. O trem é o progresso: Os trens no Brasil: como tudo começou.

7. A febre dos trilhos: O trem no seu período de maior popularidade no Brasil: 1850-1930.

8. O Brasil entra nos trilhos: As principais ferrovias do Brasil e porque e quando foram criadas.

9. Caminhos de aço e asfalto: O trem depois de 1930 e a concorrência com as rodovias.

10. Ferrovias hoje: da encampação à privatização: O abandono dos trens no Brasil.

11. Trem de passageiros: O legado dos trens. Os trens de subúrbio, bondes e metrô.

Comentários

Essa é uma obra bastante superficial, não há como negar. O livro é claramente produzido para um público infanto-juvenil e não para um público universitário. Há poucas preocupação com citação de fontes e fotos, todos os assuntos são tratados de forma rasa e, embora o livro seja bem escrito e de leitura agradável, ele deixa muito a desejar.

Mesmo assim há pontos positivos: em duas ocasiões as autoras citam fontes importantes sobre o tema, e ambas já foram adicionadas ao nosso site:


Todos os temas mais importantes sobre essa questão são apresentados, fornecendo um quadro bastante rico, embora superficial. É uma boa obra introdutória, mas apenas isso. Mais informações precisarão ser buscadas em bibliografias extras. Por falar em outros livros, a bibliografia presente na obra é fraca e tem poucas recomendações interessantes. Boa parte da obra é baseada em História Oral, então há muitas recomendações com essa abordagem, da qual eu pessoalmente não sou muito fã.

A questão do funcionamento dos trens e do dia-a-dia de quem os usava e operava é bem trabalhada. Mas a questão da legislação, dos investimentos externos e da construção das ferrovias e trens acaba ficando em segundo plano. Gostei especialmente dos capítulos 6 ao 10, que tratam da história das ferrovias no Brasil e das principais linhas criadas entre 1854-1970, e que explica os motivos do abandono das ferrovias: a concorrência com as rodovias e a priorização do transporte por carros e ônibus (passageiros) e caminhões (carga).

Acho que o período e os temas que mais me interessam, que são o século 19 e a construção e produção das primeiras ferrovias foram trabalhados de forma muito rápida, e isso me deixou com um certo desgosto pela obra. Eu ainda estou atrás de livros que tratem desse tema mais a fundo. Pretendo ler muitas obras sobre a questão das ferrovias no futuro, porque sou fascinado por elas. Há uma grande bibliografia sobre as estradas de ferro dos EUA, que foram produzidas em grandes quantidades e se espalharam por todo esse país no século 19, então também é provável que leia alguns livros sobre esse tema no futuro.

Sobre essa obra só posso dizer: Se você busca um livro introdutório sobre o tema, e que apresente todas as questões de forma superficial para você começar sua pesquisa, essa é a obra pra você.

Nessa página você ainda encontra muitas outras informações que lhe permitirão ter uma visão mais completa da obra: acima dessa resenha você verá o link para fotos da obra e para as minhas anotações de leitura, com detalhes profundos do seu conteúdo. O livro está disponível na Library Genesis, ou pode ser comprado pesquisando pelos links que disponibilizamos logo acima.

Resenha publicada em 09/05/2022.

Foto do membro da equipe: Moacir Führ

Escrita por

Moacir Führ

Moacir tem 34 anos e nasceu em Porto Alegre/RS. É graduado em História pela ULBRA (2008-12) e é o criador e mantenedor do site Apaixonados por História desde 2018.

Vera Vilhena de Toledo

Formada em História pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Sedes Sapientiae. Mestre em História pela USP. É co-autora das obras A Posse da Terra, Inconfidência Mineira, Caminhos do boi, Verdes canaviais, Sua Majestade O Café, Poeira de Ouro, A riqueza nos trilhos, O Brasil põe a mesa, O Brasil dos metais e Itaim-Bibi: História dos bairros de São Paulo.

Veja outros livros desse autor (+ 1)
Historiador(a)

Maria Odette Brancatelli

Formada em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Historiador(a)

Helena Lopes

Helena de Queiroz Ferreira Lopes é professora e pesquisadora formada em História pela USP. É co-autora das obras A Posse da Terra, Itaim-Bibi: História dos bairros de São Paulo e A Riqueza nos trilhos

Veja outros livros desse autor (+ 1)
Historiador(a)

Mais livros sobre Ferrovias e trens no Brasil

Odilon Nogueira de Matos

Café e Ferrovias

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Aceitar

Responda nossa pesquisa de opinião para que possamos entender melhor nosso público e oferecer melhores conteúdos:

Responder agora Já respondi