Busque no site
Ver mais opções
Conteúdos dos capítulos do livro

Livros   >    Contemporânea

Os Grandes Líderes - Brezhnev

398 visualizações    |    0 comentário(s)

Capa do livro Os Grandes Líderes - Brezhnev, de Ina Navazelskis
Informações técnicas

Autor: Ina Navazelskis
Título original: Brezhnev - World Leaders, Past and Present
Coleção: Os Grandes Líderes
Páginas: 87
Editora: Nova Cultural
Ano da edição: 1988
Idioma: Português

Sinopse

Biografia de Leonid Brezhnev (1906-1982), homem forte da URSS do final dos anos 60 até o princípio dos 80, ícone da burocracia soviética.

Quando Leonid Brezhnev nasceu, em 19 de dezembro de 1906, no povoado de Kamenskoye, no seio de uma pobre família de operários, sua mãe Natalya queria que ele se tornasse um trabalhador especializado, para assim não precisar trabalhar tanto como seu pai. Ela não sabia que seu filho seria um dia o homem mais poderoso de uma das superpotências mundiais.

Ainda menino, Leonid passou pelas agruras da Primeira Guerra Mundial e assistiu às agitações da Revolução Russa e da Guerra Civil. Jovem, ingressou no Partido Comunista e serviu como comissário político durante a Segunda Guerra Mundial. Como protegido de Nikita Kruschev, escapou ileso aos expurgos do ditador Stálin. Em 1964 contudo, juntou-se ao grupo que conspirou contra o então primeiro-secretário Kruschev e tornou-se o líder soviético.

Instalado no poder, procurou colocar nos altos postos do partido e do governo seus próprios partidários, o que lhe facultava usar a força, fosse para dominar dissidencias internas, fosse para reprimir insurreições de países do bloco comunista. Por outro lado, sua decidida posição em favor da détente com o Ocidente culminou na assinatura de acordos que estabeleciam medidas para o desarmamento nuclear. No ambito interno, porém, as ações de Brezhnev favoreceram o incremento da burocracia, o que beneficiava ainda mais a classe privilegiada da elite, em detrimento da classe média dos cidadãos soviéticos. Nos últimos anos, o que se viu foi um Brezhnev aliena do pelas responsabilidades do poder, que ignorava os problemas econômicos e deixava correr a corrupção política e um progressivo definhamento de seu governo. Ao falecer, em 10 de novembro de 1982, Brezhnev recebeu elogios oficiais, mas o povo soviético não lamentou sua morte.

Análise do livro

Esse livro ainda não foi resenhado.

Outros livros sobre URSS
Comentários sobre o livro

Cadastre-se ou faça login para comentar

Cadastre-se

Ainda não há comentários nessa página.
Seja o primeiro a comentar.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.