Apoie o site pelo Apoia.se e ajude a promover a História na internet brasileira.
Contribua a partir de R$ 1,00 por mês.

Livros

Informações detalhadas sobre livros de História, além de fotos e resenhas dos livros. Só fazemos a disponibilização do download quando o livro está em domínio público. Não vendemos livros!

Alexandre, o Grande

Livros > Grécia Antiga  |  649 visualizações

Capa do livro Alexandre, o Grande, de Pierre Briant
Autor: Pierre Briant
Título original: Alexandre Le Grand
Coleção: Encyclopaedia
Páginas: 120
Editora: L&PM
Ano da edição: 2011
Idioma: Português
Skoob: Acessar

Sinopse:

“Alexandre teria sido um ‘predador’ ou um ‘construtor’, [...] um obcecado pela glória e pela vitória, ou teria refletido sobre o futuro de suas conquistas?”

Este livro vai muito além do seu personagem, Alexandre, o Grande (356-323 a.C): é a história da construção do império macedônio, um dos maiores do mundo antigo, perpetuado sob o comando de um só homem. As origens da dominação e os objetivos do imperador, a natureza e a importância das resistências que enfrentou, a organização de um exército de milhares de homens em territórios hostis e as relações entre conquistadores e populações conquistadas, tudo está aqui, batalha por batalha. Alexandre, o Grande, filho do rei da Macedônia Felipe II e aluno de Aristóteles, se espelhava nos heróis homéricos para tomar decisões no campo administrativo, político e cultural. Decisões que superam qualquer manual moderno de estratégia.


Minhas anotações de leitura

leia no Google Docs

Fotos dessa edição do livro

Veja no Google Fotos

Análise do livro

BRIANT, Pierre. Alexandre, o Grande. Porto Alegre: LP&M, 2011.

O formato e o título dessa obra podem ser enganosos. Essa não é uma biografia, nem tampouco uma obra para iniciantes. O autor não dedica muito tempo a descrição de detalhes básicos, ele apenas faz um resumo rápido sobre o reinado de Filipe II e a as conquistas de Alexandre, e logo parte para discussões mais profundas sobre as principais dúvidas deixadas pelas fontes antigas.

Esse é um livro voltado ao debate sobre aspectos problemáticos da historiografia relativa a época de Alexandre. Nas palavras do próprio autor:

O essencial da narrativa é dedicado ao exame das principais questões que naturalmente se apresentam: as origens da conquista e os objetivos de Alexandre, a natureza e a importância das resistências; a organização dos territórios conquistados; as relações entre conquistadores e populações conquistadas. (p.7)

O grande problema relativo a história de Alexandre é que as principais fontes sobre o período são biografias desse rei e narrações de suas conquistas. Aqui podemos destacar a biografia escrita por Plutarco e a obra de Arriano.

Plutarco foi um biógrafo grego que nasceu por volta de 46 d.C., cerca de 277 anos após a morte de Alexandre! Arriano, por outro lado, era um historiador romano nascido por volta de 92 d.C., 315 após a morte do rei macedônio!

Sabemos que esses autores se utilizaram de fontes antigas que já desapareceram mas, embora seus relatos sejam importantíssimos, há claros erros historiográficos que são resultado de uma época em que um método para escrita da História ainda não estava completamente estabelecido. Pierre Briant destaca que todas as afirmações dessas obras devem ser foco de muita crítica, e precisam ser vistas com muita cautela.

O fato das principais fontes escritas serem biografias de Alexandre, faz com que todas as análises desse período acabem partindo invariavelmente do estudo da vida e dos atos desse líder, e essa obra não é diferente. O autor cita constantemente trechos dessas biografias e das ações de Alexandre durante a vida, para tentar entender quais eram os seus objetivos e as razões por trás das suas principais ações.

A obra é muito curta e isso causa alguns problemas. Em muitas ocasiões o autor não apresenta argumentos, apenas afirma que os autores antigos estão errados e indica outros livros onde isso está comprovado, quase todos esses livros são em francês (sem versão brasileira) e muitos são de sua própria autoria. Esse é um aspecto irritante da obra.

Mesmo assim, o livro é bom, o autor é muito crítico e fez uma análise interessante sobre vários temas que eu desconhecia. Infelizmente, devido ao tamanho do livro, essas discussões são na maioria das vezes curtas. Seria interessante ler uma obra mais longa do autor, ele parece estar muito bem informado sobre o Império Persa e o período das conquistas de Alexandre.

A obra conta apenas com um mapa bem ruim e desnecessariamente confuso (você pode conferir ele nas fotos acima). Se você digitar "alexandre grande conquistas" no Google, encontrará mapas muito mais úteis.

Abaixo você confere os temas trabalhados em cada um dos capítulos da obra:

  • Introdução: O nascimento, infância e juventude de Alexandre, o assasinato de Filipe, a repressão as revoltas na Grécia e a destruição de Tebas.
  • Capítulo 1: Resumo básico das conquistas de Alexandre de 334 a 323 a.C.
  • Capítulo 2: Objetivos das conquistas: Guerra de libertação ou guerra de repressália? Quais eram os planos para o futuro do império?
  • Capítulo 3: As resistências e as guerras de guerrilha no oriente. Dario e os persas não eram tão fracos assim. A resistência dentro do próprio exército macedônio e o batalhão dos insubmissos. O uso de reféns gregos e orientais para manter a paz.
  • Capítulo 4: A organização administrativa e econômica do império. Objetivos militares x objetivos econômicos da conquista.
  • Capítulo 5: Conquistando a colaboração das elites persas. Queima de Persépolis em 330 e seu problema historiográfico. Postos militares só para macedônios e gregos. Casamento com orientais. Política de colonização. Deificação de Alexandre e o estilo da monarquia macedônia. O desejo de um exército macedônio-iraniano.
  • Conclusão: A questão da sucessão após a morte de Alexandre.

O site da L&PM disponibiliza um trecho do livro para leitura, você pode conferir clicando aqui.

Resenha publicada em 31/05/2019.

Foto do membro da equipe: Moacir Führ

Escrita por

Moacir Führ

Moacir tem 33 anos e nasceu em Porto Alegre/RS. É graduado em História pela ULBRA (2008-12) e é o criador e mantenedor do site Apaixonados por História desde 2018.

Pierre Briant

Pierre Briant é um Iranologista francês, professor de História e Civilização do Mundo Aquemênida e do Império de Alexandre, o Grande, no Collège de France, Doutor Honoris Causa, na Universidade de Chicago, e fundador do site achemenet.

Historiador(a)

Mais livros sobre Alexandre o Grande

Nicholas Sekunda

The Army of Alexander The Great

John Warry

As Campanhas de Alexandre 334-232 a.C.

Waldemar Heckel

The Wars of Alexander the Great 336-323 BC

Plutarco

Alexandre e César

Fechar

Comentários dos visitantes

Ícone alerta azul

Contribua para um debate inteligente e educado na internet.
Não seja um troll.