Busque no site
Ver mais opções
Conteúdos dos capítulos do livro

Livros   >    Brasil República

Advento da ditadura militar no Brasil

391 visualizações    |    0 comentário(s)

Capa do livro Advento da ditadura militar no Brasil, de Afonso Celso de Assis Figueiredo
Informações técnicas

Autor: Afonso Celso de Assis Figueiredo
Coleção: Edições do Senado Federal
Páginas: 123
Editora: Senado Federal
Primeira publicação: c.1890
Ano da edição: 2017
Idioma: Português

Sinopse

Importante e diferente relato dos primeiros meses da Proclamação da República, que o Visconde chama de ditadura militar. O ponto de vista é o dos perdedores e defensores da Monarquia. O leitor terá aqui, portanto, uma versão personalizada do outro lado da História. Ao mesmo tempo, lerá o testemunho de um dos mais destacados membros – o Visconde de Ouro Preto foi presidente do Conselho de Ministros de Dom Pedro – do regime monarquista deposto pelos militares. Publicados em jornais do Brasil e de Portugal, são textos em que o Visconde polemiza, entre outros, com Rui Barbosa – então ministro da Fazenda de Deodoro da Fonseca – e dá sua versão do levante militar de 15 de novembro de 1889.

Fonte primária
Afonso Celso de Assis Figueiredo

Afonso Celso de Assis Figueiredo, Visconde de Ouro Preto (1836-1912) foi um político brasileiro, 32.° Presidente do último Conselho de Ministros do Brasil em 1889. Assis Figueiredo foi preso em 15 de novembro de 1889 no Quartel-General do Campo de Santana, no dia da proclamação da república, com todo o ministério, tendo sido exilado em seguida. Ainda no Império, o visconde de Ouro Preto, monarquista convicto, abraçou a causa abolicionista. Quando senador, criou um imposto de 20 réis sobre o preço das passagens de bonde, fato que gerou grande agitação no Rio de Janeiro, conhecida como a "Revolta do Vintém", em janeiro de 1880.

Análise do livro

Esse livro ainda não foi resenhado.

Outros livros sobre Proclamação da República
Comentários sobre o livro

Cadastre-se ou faça login para comentar

Cadastre-se

Ainda não há comentários nessa página.
Seja o primeiro a comentar.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.